Cristão é liberto da prisão na Argélia

  • 17/08
  • Entretenimento

Esta semana, a família do cristão de origem muçulmana Hamid Soudad compartilhou a gratidão pelo perdão do presidente que garantiu a soltura do cristão. No dia 5 de julho, Dia da Independência da Argélia, a acusação de blasfêmia, que levou Hamid à prisão, foi perdoada.

Hamid tem 45 anos, é casado e tem quatro filhos com idade entre oito e três anos. Ele se tornou cristão em 2001, mas foi preso depois de 20 anos na fé. Em 2018, Hamid compartilhou um post nas redes sociais com críticas ao profeta sagrado do islã, Maomé.

Punição máxima

No dia 20 de janeiro de 2021, a polícia começou uma investigação que resultou na prisão do cristão por considerar a publicação uma blasfêmia ao islã. Hamid foi levado a julgamento e recebeu a punição máxima de cinco anos de prisão.

Esse tipo de prisão e punição são comuns na Argélia. A nação ocupa o 19° lugar na Lista Mundial da Perseguição 2023. Os principais desafios dos cristãos da região são o fechamento das igrejas e a prisão daqueles que deixam o islã para seguir a Jesus, pois a conversão é considerada uma blasfêmia ao islã.

 
 

 

Hamid faz parte de 8.500 presos libertos por causa da celebração do Dia da Independência este ano. Tradicionalmente, durante as festas, as autoridades oferecem perdão a alguns presos. Ainda assim, há cristãos presos que precisam de nossas orações.

 

Fonte: Portas Abertas

Atendimento Via WhatsApp
Olá!👋Faça seu pedido estamos esperando por você. 🤝